cookies {= :-)

A pressa é inimiga da refeição

Picanha assada no forno do fogão

Picanha assando na grade do fogão

Domingo quente no sul, vontade de comer um bom churrasco, os restaurantes estão lotados e você não tem uma churrasqueira em casa? Seus problemas acabaram, o livro do István Wessel me ensinou, eu reproduzi em cativeiro e agora posso garantir a vocês que a picanha assada no forno de um fogão pode ficar tenra, saborosa e passada ao gosto do freguês.

Funciona assim: você aquece bem o forno, em temperatura máxima, tempera bem a carne com sal e pimenta preta [atente aqui para as expectativas: estamos acostumados a comer a picanha assada com sal grosso e muitas vezes ela chega à mesa bastante salgada, ao menos nas partes mais tostadas. Esse é o nosso imaginário de gosto. Você necessariamente vai sentir a diferença na versão de forno] e leve para tostar de ambos os lados em uma frigideira.

Feito isso, coloque uma assadeira com água na grade de baixo do fogão e a picanha diretamente sobre a grade de cima, sem nenhuma forma. A química aqui é a seguinte: a água evapora e impede que a carne seque e recolhe a gordura que soltar da picanha. O tempo no forno vai depender do seu gosto, eu deixei a carne assando por 15 minutos e ela ficou perfeita, assada por fora e avermelhada no centro.

Uma última dica: retire a picanha do refrigerator com antecedência para que quando você começar o processo ela já esteja em temperatura ambiente, isso ajuda a assar mais uniformemente e evita que você tenha uma carne torrada por fora e muito crua por dentro.

Postado por Sérgio Lüdtke

About these ads

Arquivado em:Uncategorized

9 Responses

  1. Mariane Batista disse:

    Sérgio… deu água na boca… eu vou tentar fazer logo logo… Daí te conto se ficou parecida com essa tua que está divina !!! Beijocas Mari Perin – hehehe

  2. Clarice disse:

    Nosssaaaa, juro que vou tentar, pq sou frustada de não conseguir fazer uma picanha gostosa assada no forno, fica sempre dura. Darei noticias…hehehe Voltaremosssss. Abraços, Clarice

  3. Érida Danciger Dalvi disse:

    Oi amigo, apesar de morar aqui em Novo Hamburgo, sou carioca da gema! :)
    Comprei uma picanha lá em Sapiranga e vou fazer essa tua receita, minha empregada já tinha falado dessa picanha. Vou a luta amanhã (a cozinha)!
    Fica na paz, bjs

  4. noname disse:

    A carne fica dura e seca qdo assada demais, pois qto mais tempo no forno mais água se evapora da carne. Pra quem gosta de carne assada (não mal passada) essa receita não é boa pois em 15 minutos só vai esquentar o interior da carne se ela for mto grossa. ou seja assada por fora, mas crua por dentro. Mas é só questão de gosto.

    @noname Embora você não tenha se indentificado, vou publicar seu comentário porque considero sua observação pertinente. Eu coloquei a picanha no forno somente por 15 minutos por três motivos: a) gosto de picanha pouco passada; b) o forno estava pré-aquecido em temperatura máxima; c) a picanha já passa pela panela para dourar em ambos os lados. Outra coisa que vou adicionar ao post é que a picanha deve ser retirada com antecedência do refrigerador para que quando comece o processo ela já esteja em temperatura ambiente.

  5. Marcial Oliveira disse:

    O Wessel tem também uma receita de Picanha que vc aproveita a grelha do churrasco e tosta fatias de um lado e outro. Aí guarda na geladeira e, durante a semana, põe por um tempo certo e determinado (ver a receita) no microondas. Acredite se quiser, fica perfeita! Seria bacana disponibilizar tb esta para a gauchada!

  6. RICARDO DE CASTRO FARIA disse:

    Acrescento uma dica: após “selar” na frigideira, esperar que a picanha esfrie antes de colocá-la no fôrno. Isso faz com que o suco da picanha que ao ser frita tende a migrar para o centro da mesma, retorne e se distribua por igual. Assim se evita que, ao fatiar, fique ressecada nas bordas.

  7. José Ronaldo N Fonseca disse:

    Eu fasso picanha no forno de outra forma,simplesmente tempero ao meu gosto e levo forno com fogo + baixo deicho assar por 3 horas no mínimo eu sei que os fogões variam caloria é só adaptar o tempo o segredo é assr de vagar.

  8. Frederico disse:

    Picanha inteira ou em partes, como aquela que vai para a grelha?

    @Frederico Em partes.

  9. noname disse:

    ok…se a picanha ficar nessa cor por inteira, internamente tmbm…aí é de se acabar comendo…hehe

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: